All for Joomla All for Webmasters

Tem novidade na Escola de Dados!


Em maio e julho deste ano, dois encontros da Escola de Dados definiram novos rumos para o programa no Brasil e internacionalmente.

O primeiro foi o acampamento de verão (summer camp), que já virou uma tradição. Em 2014, participantes da rede se encontraram em Potsdam, na Alemanha, no que foi nosso primeiro encontro presencial. Este ano, participantes de 18 países se reuniram em Ottawa durante três dias – entre os dias 24 e 26 de maio – para discutir o futuro do projeto e dar as boas vindas para a nova turma de fellows da Escola de Dados.

Dessa vez a turma de fellows tem sete integrantes de países como Gana, Filipinas, Equador, Nigéria, Costa Rica, Macedônia e África do Sul. O grupo recebeu apoio de membros da Escola para desenhar o plano de atividades para o próximo ano, incluindo cursos e apresentações em suas localidades sobre abertura e jornalismo de dados.

O encontro também serviu para definir a governança da rede. Seus membros discutiram como a Escola de Dados internacional vai se organizar de agora em diante. Um comitê gestor de transição foi eleito para tratar de importantes questões como os processos para adotar novos membros, o financiamento da coordenação central, a administração do nosso currículo e os canais de comunicação entre atores e amigos da Escola.

O comitê gestor da Escola de Dados possui cinco membros da rede. Eu, Natália Mazotte, junto com o Juan Manuel Casanueva, Diretor do Social TIC do México, Bardhyl Jashari, Diretor do Metamorphosis da Macedônia, Sander van der Waal, diretor de projetos da Open Knowledge International e Antonio Cucho Gamboa, ex-fellow da Escola de Dados no Peru.

Nosso mais novo comitê gestor (da esquerda para a direita): Antonio Cucho, Bardhyl Jashari, Natália Mazotte, Sander van der Waal e Juan Manuel Casanueva.
Anunciamos com orgulho o mais novo comitê gestor da Escola de Dados internacional: Antonio Cucho, Bardhyl Jashari, Natália Mazotte, Sander van der Waal e Juan Manuel Casanueva.

A coordenação central da Escola de Dados também foi definida durante o encontro. Milena Marin e Zara Rahman, antes responsáveis pela coordenação do projeto, foram substituídas pelo Marco Túlio Pires (também do time de coordenação da Escola de Dados no Brasil) e pelo Cédric Lombion, da França.

Planejando a Escola de Dados no Brasil

De volta de Ottawa, eu e Marco Túlio Pires, junto com Juan Torres, gerente de projetos da Escola de Dados, Everton Alvarenga, diretor da Open Knowledge Brasil, e Célio Filho, membro do conselho deliberativo da Open Knowledge Brasil, conversamos sobre o futuro do programa da Escola de Dados no Brasil em Descalvado, interior de São Paulo.

A equipe da Escola de Dados Brasil (Natália, Marco e Juan) define as próximas ações do programa.
A equipe da Escola de Dados Brasil (Natália, Marco e Juan) define as próximas ações do programa.

Nesse encontro, que aconteceu no primeiro fim de semana de julho, definimos uma estratégia de atuação da Escola de Dados e as ações que queremos realizar para reforçar nossa missão de ampliar o conhecimento do uso de dados, especialmente entre jornalistas brasileiros. Também definimos uma nova equipe de coordenação, que passa a ser composta por:

  • Juan Torres (gerente de projetos)
  • Marco Túlio Pires (gerente de projetos)
  • Natália Mazotte (coordenadora)

Nossa meta é conseguir mais recursos para oferecer novos cursos gratuitos para jornalistas e comunicadores populares, ampliar nosso currículo (comercial e gratuito) e os conteúdos disponíveis online, organizar encontros e eventos sobre alfabetização de dados e estreitar laços com universidades de jornalismo e redações.

Espero que, como resultado desse encontro, a gente possa anunciar ainda mais novidades muito em breve por aqui.

Posts relacionados

Deixe um comentário