All for Joomla All for Webmasters

Encontro discute política de dados abertos no Brasil


Plenária do II Encontro Nacional de Dados Abertos, organizado pelo W3C Brasil e pelo Ministério do Planejamento
Plenária do II Encontro Nacional de Dados Abertos, organizado pelo W3C Brasil e pelo Ministério do Planejamento

Começou nesta quinta-feira (21) o II Encontro Nacional de Dados Abertos. O evento é uma iniciativa do W3C Brasil (Escritório Brasileiro do Consórcio World Wide Web) e do Ministério do Planejamentopara aprofundar a discussão sobre dados abertos no país. O encontro vai até o dia 22 e ocorre na Escola de Administração Fazendária, em Brasília.

No primeiro dia, a filósofa e matemática russa Irina Bolychevsky conduziu a palestra principal, sobre possíveis impactos da política de dados abertos. Irina é a líder do projeto CKAN, um software livre desenvolvido pela Open Knowledge Foundation que serve como base para que governos possam criar seus próprios repositórios de dados abertos. O Portal Brasileiro de Dados Abertos (dados.gov.br), por exemplo, é baseado no CKAN.

A discussão sobre dados abertos no Brasil ganhou força com a promulgação da ww.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12527.htm” target=”_blank”>Lei 12.527 (2011), também conhecida como Lei de Acesso à Informação. Ela determina as diretrizes para que todas as esferas do governo divulguem dados sobre suas atividades e respondam às requisições da população sobre essas informações, preservando a privacidade dos servidores públicos.

Dados que são publicados no formato “aberto” estão disponíveis para qualquer pessoa com acesso à internet e são republicáveis da maneira que o usuário achar melhor. A proposta coloca o governo como plataforma para o desenvolvimento de soluções e o deixa mais transparente, cumprindo seu papel na prestação ativa de contas à sociedade.

Um dos exemplos que ilustram o movimento do governo em torno da temática de dados abertos é a criação do dados.gov.br. Atualmente, 106 bases de dados estão disponíveis para qualquer interessado, desde detalhes sobre obras do governo até dados sobre o censo escolar. O II Encontro Nacional de Dados Abertos também pretende facilitar a formulação de propostas em diferentes setores, como governo, ONGs e academia.

O II Encontro Nacional de Dados Abertos está sendo transmitido ao vivo pela internet (streaming de vídeo), sempre no período da manhã (programação do Auditório Alan Turing). O vídeo poderá ser visualizado a partir do seguinte endereço: http://assiste.serpro.gov.br/enda/

Deixe um comentário