All for Joomla All for Webmasters

De volta do Summer Camp da School of Data

Direita para esquerda: Nati e Marco Túlio (Escola de Dados), Juan (Escuela de Datos) e Dani Silva (Open Society Foundations)

Como tem acontecido nos últimos anos, membros da rede Open Knowledge ao redor do mundo se reuniram para o Open Knowledge Festival, desta vez em Berlim entre os dias 15 e 17 de julho. O evento não é apenas uma grande plataforma para debater a importância do acesso à informação e da difusão de dados abertos, mas também um encontro de grandes mentes que pensam e constroem ferramentas e comunidades para a mudança de paradigma rumo a uma sociedade mais aberta.

Logo depois do festival, um grupo de cerca de 50 pessoas se reuniu em um segundo e inédito evento, o Summer Camp da School of Data ou o “Acampamento de Verão da Escola de Dados”. Para quem não conhece, School of Data, que por aqui se chama Escola de Dados, é um projeto da Open Knowledge Network que oferece treinamentos online e offline para melhorar a forma como organizações da sociedade civil, jornalistas e cidadãos lidam com dados abertos (conheça mais aqui). No acampamento, que aconteceu entre os dias 18 e 21 de julho em Potsdam, na Alemanha, participantes das iniciativas locais da Escola e seus novos fellows puderam trocar experiências e pensar formas de trabalho em conjunto para os próximos anos. O vídeo abaixo, recém-divulgado pelos organizadores do evento, resume um pouco do espírito e das atividades do encontro.

Participaram membros de Escolas de Dados ao redor do mundo, como Espanha, África do Sul, Macedônia, Peru, Nigéria, Brasil, Índia, França e outros países. Por três dias, a Villa Aldon de Potsdam se tornou um grande caldeirão de ideias para entusiastas do lema “informação é poder”. Na agenda de atividades, diversas sessões onde os participantes compartilharam conhecimentos envolvendo desde o uso de APIs até raspagem e visualização de dados, além de dinâmicas para organizar os próximos passos da Escola no mundo.

Do Brasil, estiveram presentes Marco Túlio Pires e eu, ambos envolvidos no projeto da Escola de Dados brasileira, e o diretor-executivo da Open Knowledge Brasil, Everton Zanella Alvarenga. Foi dado o pontapé inicial em um planejamento estratégico de longo prazo para o projeto por aqui. De lá, saiu nosso primeiro esboço de modelo de negócios, com vistas a tornar a iniciativa sustentável e apta a cumprir sua missão: capacitar e fortalecer jornalistas e cidadãos para que façam bons usos dos dados disponíveis em prol de uma sociedade mais justa e democrática.

SCODASummerCamp02
Participartes de todo o mundo durante o “Acampamento de Verão da Escola de Dados”

Veja também

Posts relacionados

Deixe um comentário