All for Joomla All for Webmasters

Durante curso em Salvador, alunos discutem como obter e analisar dados

Por Bruno Santos

_MG_9195

O segundo dia do curso “Introdução ao Jornalismo de Dados” aconteceu no dia 25, na Faculdade de Comunicação (Facom) da Universidade Federal da Bahia. Promovido pela Escola de Dados e o Grupo de Pesquisa de Jornalismo On-Line (GJOL) da Facom, o curso é gratuito e faz parte do programa Partnership for Open Data (POD), uma parceria entre o Banco Mundial, o Open Data Institute e a Open Knowledge para acelerar a abertura de dados em países em desenvolvimento.

A segunda aula do curso foi ministrada por Juan Torres, instrutor da Escola de Dados e editor do jornal “Correio”. Com o tema “Introdução à obtenção e análise de dados”, sua exposição começou com um exercício. Juan dividiu os participantes em duplas. Eles deveriam entrevistar uns aos outros, mas com uma condição: o entrevistador só poderia utilizar substantivos para fazer perguntas ao entrevistado. O instrutor explicou que essa dinâmica serviu para mostrar o quanto é necessário utilizar perguntas diretas nos buscadores da internet, delimitando o objeto de pesquisa, já que eles sempre apresentam alguns resultados diferentes dos esperados.
Logo depois, Juan ensinou aos alunos como utilizar as ferramentas de pesquisa dos buscadores da internet para encontrar resultados mais efetivos e/ou realizar buscas detalhadas. Em seguida, um mural foi criado. Toda a turma o preencheu com a maior quantidade de fontes de dados possível. O instrutor pediu aos alunos que realizassem uma pesquisa mais aprofundada sobre as fontes colocadas no mural.

Juan Torres mostrou exemplos de bases de dados e de como utilizá-las para a obtenção de informações. Os participantes também aprenderam a encontrar e a trabalhar com as bases de dados da chamada “Deep Web”. Em seguida, os grupos de trabalho formados na segunda (24) se reuniram e decidiram os temas com os quais trabalharão durante a semana. As temáticas escolhidas foram: “Percepção pública dos Projetos de Lei sobre drogas no Brasil”; “O peso da obesidade infantil no programa ‘Bolsa Família’”; “Quais membros da CPMI da Petrobrás receberam doações das empresas investigadas?”; “Mapa da desigualdade: evolução das capitais brasileiras na era PT”; “Uso do cartão corporativo” e “Desastres naturais na Bahia”. As equipes pesquisaram as bases de dados que poderiam ser utilizadas para recolher informações sobre os assuntos com os quais lidarão.

O segundo dia do curso terminou com uma exposição do instrutor Juan Torres sobre como funciona a Lei de Acesso a Informação no Brasil. Os alunos ainda tiveram a oportunidade de opinar sobre o que seria ideal incluir na lei.

Posts relacionados

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.