All for Joomla All for Webmasters

São Paulo recebe o primeiro Cerveja com Dados do ano!

Há quem diga que o ano só começa depois do carnaval. E foi na segunda-feira (19/02) seguinte à folia que o Cerveja com Dados, nosso primeiro evento do ano, rolou na sede do Google em São Paulo, com apoio do Google News Lab.

Durante as lightning talks – falas curtas e expositivas – os programadores Álvaro Justen (Escola de Dados) e Ana Schwendler (Serenata de Amor), e os jornalistas Gabriela Caesar (G1) e Raphael Hernandes (Folha de São Paulo) contaram um pouco de seus projetos envolvendo o uso de dados.

 

Álvaro Justen, ou Turicas para quem o conhece na comunidade Python, explicou como abriu os dados dos salários dos magistrados. Os dados libertados por ele foram utilizados por redações jornalísticas e o tema ganhou destaque. Turicas também contou um pouco mais sobre seu novo projeto, Brasil.IO, uma plataforma que vai reunir dados públicos que não estão em formato acessível.

Gabriela Caesar, que foi aluna da Escola de Dados e trabalha hoje como jornalista de dados do G1, apresentou seu primeiro projeto autônomo, o Plenário, desenvolvido para acompanhar as votações do senado. Com diversas informações sobre os 81 senadores brasileiros, o Plenário permite encontrar os resultados das votações que ganharam destaque no Congresso e possibilita o monitoramento online do desempenho dos políticos.

Já Raphael Hernandes, jornalista de dados da Folha de São Paulo, falou do projeto Privacidade para Jornalistas. Nele, Hernandes ensina outros jornalistas sobre os perigos que podem encontrar num ambiente digital e mostra como combatê-los, de modo a ajudar a garantir a privacidade dos profissionais e o sigilo de suas fontes. O projeto está disponível no GitHub e qualquer um pode colaborar com conteúdo para o site diretamente pela plataforma.

Na última lightning talk, a programadora Ana Schwendler mostrou como funciona a Operação Serenata de Amor. O projeto usa ciência de dados para fiscalizar gastos públicos e compartilhar essas informações. E conta com o apoio da Rosie, uma inteligência artificial capaz de analisar os reembolsos da Cota Parlamentar de deputados federais e senadores, feitos em exercício de sua função, identificando suspeitas e incentivando a população a questioná-los via Twitter. O projeto agora faz parte do programa de Ciência de Dados para Inovação Cívica da Open Knowledge Brasil, a casa da Escola de Dados.

Foram cerca de 60 pessoas, entre novas e já conhecidas da comunidade de jornalistas e programadores, que se reuniram para, entre uma gelada e outra, compartilhar suas experiências e dificuldades com o trabalho guiado por dados e pensar possíveis colaborações.

 


E o próximo Cerveja com Dados já tem data marcada! Dia 03/04 no Rio de Janeiro. Em breve, teremos outras edições em Curitiba e Salvador, mas você também pode fazer o seu Cerveja com Dados. Saiba como em nosso post.

 

Posts relacionados

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.