All for Joomla All for Webmasters

Fortaleza recebe seu primeiro Cerveja com Dados no dia 31/08

No dia 31/08, Fortaleza recebe sua primeira edição do Cerveja com Dados. Organizado por Thays Lavor, o evento será realizado no Cantinho do Frango (Rua Torres Camara, 71, Aldeota), às 19h, e contará com 4 apresentações dinâmicas, as nossas conhecidas lightning talks.

Para participar do encontro, basta confirmar sua presença em nosso evento no MeetUp.

 

LIGHTNING TALKS

Emanuele Santos: Como (não) mentir com visualizações
Nos últimos anos, tornou-se comum o uso de visualização de dados como ferramenta de comunicação. Fontes de notícias importantes tais como o The New York Times, The Washington Post e The Guardian popularizaram o uso de visualizações para dar suporte a argumentos com números e para tornar as mensagens mais acessíveis. Por outro lado, estudos mostram que notícias contendo visualizações são mais persuasivas do que notícias contendo tabelas e que alguns tipos de visualizações geram interpretações erradas pelos leitores. Assim, inspirando-se no famoso livro dos anos 50 intitulado “How to lie with statistics”, nesta palestra veremos alguns casos de visualizações enganosas, como identificá-las e evitá-las.

Jakson Alves de Aquino: Microdados da PNAD para tornar matérias jornalísticas mais precisas e profundas.
A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD) coleta informações sobre trabalho e renda, mensalmente, de uma amostra mais restrita e, trimestralmente, de uma amostra mais abrangente. Além disso, anualmente, é aplicado um questionário mais completo com todos os moradores de cada domicílio pesquisado, o que permite, entre outras análises, fazer inferências sobre a dinâmica familiar no Brasil. Nesta apresentação, veremos alguns exemplos de informações que, extraídas dos microdados da PNAD, podem ser utilizadas em matérias jornalísticas, tornado-as mais profundas e precisas.

Tales Matos: Processamento de Linguagem Natural
É um ramo da inteligência artificial que tem muitas implicações importantes nas formas como os computadores e os seres humanos interagem. A linguagem humana, desenvolvida ao longo de milhares e milhares de anos, tornou-se uma forma diferenciada de comunicação que carrega uma riqueza de informações que muitas vezes transcendem as palavras sozinhas. A PNL se tornará uma tecnologia importante para preencher a lacuna entre a comunicação humana e os dados digitais. Alguns exemplos famosos, são a assistente virtual SIRI e o Google Tradutor.

Rodrigo Menegat: O que 15 mil tweets revelam sobre seu candidato [ao vivo, via web]
O Estadão analisou 15 mil tweets publicados por pré-candidatos à Presidência da República e descobriu quais são os temas mais centrais no discurso de cada um. A apresentação vai mostrar como essa matéria foi feita, incluindo tanto as preocupações jornalísticas quanto os desafios técnicos.

PERFIL DOS CONVIDADOS

Emanuele Santos é Ph.D. em Computação pela University of Utah, professora e pesquisadora no Departamento de Computação da Universidade Federal do Ceará. Seus interesses de pesquisa incluem Ciência de Dados, Visualização e Análise de Dados.

Jakson Alves de Aquino é graduado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual do Ceará (1997), mestre em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará (2000) e doutor em Sociologia e Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (2008). Tem interesse em teorias políticas contemporâneas, metodologias quantitativas de pesquisa e comportamento político. Em 2018.2, iniciará uma pesquisa sobre as atitudes de eleitores sobre compra de votos. Para 2019, não descarta a possibilidade de voltar a trabalhar com modelos computacionais baseados em agentes. É autor do livro R para Cientistas Sociais , entre outras publicações.

Tales Matos é doutorando em Ciência da computação na UFC, com ênfase em Machine Learning. Mestre em Informática Aplicada, pela Unifor, com ênfase em Bando de Dados. Graduado em Ciência da Computação. Auditor da Sefaz-CE, desde 2008, atuando como cientista de dados. Já foi Gerente da área de Administração de dados, ETL e BI da Sefaz. Já foi gerente da área de projetos de Tic da Sefaz. Foi oficial do Exército Brasileiro, responsável pela área de TI da Unidade de logística da 10a região Militar. Foi professor de Banco de dados da Unifor de 2005 a 2010. Foi analista de sistemas do Grupo Edson Queiroz.

Rodrigo Menegat é um jornalista que, aos poucos, tem se aventurado com programação e alguma coisa de ciências exatas. Hoje, trabalha na equipe de infografia do Estadão, onde desenvolve narrativas digitais guiadas por dados. É formado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa e especialista em Jornalismo de Dados pela Universidade de Columbia (EUA).

Posts relacionados

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.