All for Joomla All for Webmasters

Curso introdutório da Escola de Dados: como foi e o que vem por aí

A Escola de Dados irá formar em Fortaleza a última turma do ano de seu curso introdutório ‘Transformando Dados em Histórias’. A capacitação é baseada em uma metodologia única com exercícios reais, dando a jornalistas, pesquisadores e profissionais de diversas áreas os meios para começarem a desenvolver trabalhos na área. 

A formação irá ocorrer na Unifor entre 17 e 19 de outubro. O curso tem duração total de 20h e apresenta o contexto geral e as principais técnicas e ferramentas empregadas em cada etapa do fluxo de trabalho com dados. Garanta já sua vaga aqui.

No momento, há previsão de novas turmas em 2020 para as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Para saber mais, preencha o formulário de manifestação de interesse para estas ou outras cidades. 

Membros da Escola de Dados recebem 20% de desconto nesta e outras capacitações, além de outras vantagens.

Confira alguns registros e depoimentos de participantes de outras turmas.

“Entrevistar uma base de dados é algo novo para mim, mas que já se alonga na história dinâmica do jornalismo. A experiência junto à Escola de Dados me permitiu deixar o faro jornalístico mais atento, aprimorado e instrumentalizado. Saber como tornar a linguagem numérica mais apresentável ao público e como deixar as informações mais acessível, foi para mim um dos pontos mais forte do encontro”, destacou Marcelo Ricardo, 28, graduando em Jornalismo na Universidade Federal da Bahia, que foi beneficiado com uma das bolsas integrais oferecidas pela Escola de Dados, em parceria com o Instituto Mídia Étnica.

Em Fortaleza, também estão previstas a disponibilização de bolsas para comunicadores populares, que podem se inscrever até a próxima sexta-feira, dia 11 de outubro. 

Turmas lotadas no Rio, São Paulo e Salvador

Em 2019, o curso foi oferecido em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, lotando as turmas em todas as cidades e com excelente taxas de aprovação e satisfação dos alunos presentes. Na média das avaliações das últimas três edições, 9 em cada 10 dos alunos se declararam satisfeitos ou muito satisfeitos com o curso. Entre os participantes, tivemos a presença de jornalistas de grandes redações, assessores, pesquisadores de ciências sociais e estudantes.

Turma do Rio de Janeiro concentrada em um dos exercícios

Resultados concretos dos aprendizados já começam a surgir. Em Salvador, por exemplo, ex-participantes do curso já botaram em prática os conhecimentos adquiridos, desenvolvendo pautas baseadas em dados, como esta sobre a liderança do estado em energias renováveis, desenvolvida pela equipe de comunicação da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) e publicada no site do Governo do Estado.

A equipe desenvolveu uma sugestão de pauta sobre a geração de energia eólica e utilizou pela primeira vez uma visualização de dados para complementar o conteúdo. “É o nosso primeiro release 2.0, com infográfico e tudo”, explica a jornalista Michelle Matos, assessora de comunicação da Seinfra.

Os cursos são ministrados sempre por 2 instrutores da Escola de Dados, que ficam à disposição para orientar dúvidas de forma personalizada

Quem também potencializou suas rotinas produtivas foi a analista de monitoramento da Prefeitura de Lauro de Freitas (BA), Carol Carvalho, a partir das técnicas de raspagem e mineração de dados apresentadas no curso. “Consegui fazer em 24h uma levantamento de dados que eu, normalmente, levaria de 7 a 10 dias de muita dedicação”, comemora. 

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.