Curso ‘Python para Inovação Cívica’ disponibiliza vídeos com acesso aberto

Formação inédita terminou sua primeira turma com ótimas avaliações. Para fortalecimento para comunidade open source, o curso liberou o acesso a um dos módulos neste mês de outubro, quando é celebrado o Hacktoberfest, evento que estimula contribuições em projetos abertos.

Em setembro, concluímos a primeira turma da formação Python para Inovação Cívica. Esse curso é o primeiro da Escola de Dados sobre programação aplicada a projetos de Inovação Cívica –  e foi um sucesso. Entre as pessoas participantes que responderam o formulário de avaliação, 95% considerou o curso bom ou ótimo. 

Gostei das pessoas do curso. Tanto os organizadores, professores e alunos. Foi uma experiência muito boa. Todos sempre muito disponíveis para dar apoio. O nível do curso para mim foi bom. Achei o conteúdo bastante prático e útil.” (Rafael Gomes)


Tendo como base pedagógica projetos como
Serenata de Amor e Perfil Político, os alunos puderam entender melhor iniciativas do ecossistema de Inovação Cívica no Brasil e aprenderam conteúdos técnicos para contribuições usando a linguagem Python. O último módulo, que tem como base o projeto Querido Diário, está com acesso liberado no canal da Escola de Dados no Youtube.

Além disso, o instrutor do módulo, Giulio Carvalho, fará um workshop na Conferência Brasileira de Jornalismo de Dados e Métodos Digitais – CODA 2021, falando sobre a caixa de ferramentas do projeto, o QD Toolbox. Na atividade, as pessoas participantes irão ver em detalhes como converter arquivos de formatos fechados (como PDF) para texto puro que podem ser analisados com facilidades por computadores.

“Para mim, teve um impacto super positivo, pois agora me sinto capaz de desenvolver scrapers e até contribuir com o projeto [Querido Diário]! Quero fazer web scrapers para várias cidades do meu estado! ” (Daiane Eucceli)


O curso iniciou em grande estilo, com uma
aula aberta com as pessoas instrutoras explicando em linhas gerais o conteúdo da formação e a importância de contribuir em projetos de código-aberto. Foram mais de 200 inscritos para bolsas de diversidade e 120 pessoas foram selecionadas para receber isenção da taxa de inscrição, graças ao apoio da Jusbrasil.

Na avaliação final do curso, 95% dos respondentes afirmaram que pretendiam aplicar os conhecimentos obtidos no trabalho ou em projetos abertos. E alguns resultados já apareceram. Por exemplo, foi feita uma contribuição (pull request) de um raspador para a cidade de São Sebastião (SP), no projeto Querido Diário. A construção de raspadores de publicações do Diário Oficial foi o tema da última atividade do curso, o Coding Dojo (atividade de programação em grupo).

“Este curso trouxe insights para voltar a lidar com a programação e ver que existem linguagens de programação mais inteligíveis, com uma comunidade ativa e muito disponível. ” (João Vitor Reis)

tutoriais e webinar

A Python Software Foundation (PSF) também apoiou a iniciativa e viabilizou a produção de 3 tutoriais de apoio para o curso. Confira abaixo:

Após o encerramento do curso, foi realizado o webinar “Inteligência Artificial e Inovação Cívica”, com o pesquisador André Assumpção e a jornalista Ariane Alves. A atividade mostrou como projetos de inovação cívica podem utilizar técnicas de inteligência artificial para trabalhar com dados de interesse público.

Além de um panorama das possibilidades desta área, foram apresentados os planos futuros do Querido Diário para implementar tecnologias deste tipo, como a análise dos conteúdos do Diário Oficial com métodos de processamento de linguagem natural (NLP).

Para saber mais informações sobre futuras turmas do curso ou outras atividades da Escola de Dados, assine nossa newsletter.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.