Produção de dados para geo-histórias e redes

SOBRE O painel

O painel reúne iniciativas de produção de dados voltados para contar geo-histórias sobre direitos humanos, territoriais e socioambientais. Geo-histórias são narrativas “aterradas”, no sentido de que documentam e tornam visíveis conflitos, lutas e modos de vida desde a perspectiva da terra/território onde se situam. Ao mesmo tempo, as geo-histórias sobre justiça socioambiental concernem a todas as formas de vida e buscam tecer dados de escalas e qualidades diversas para construir conexões entre coletivos, experiências e lugares.

QUANDO?

01/09 (sexta-feira), às 17h

ONDE?

Auditório Setorial do Básico 2

DURAÇÃO

1h30

edilma

Edilma Prada

Editora intercultural, jornalista investigativa e fotojornalista. Com pós-graduação em Direitos Humanos e Cultura de Paz. Com 20 anos cobrindo temas de conflitos armados e socioambientais, povos indígenas, Mãe Terra e fronteiras. É fundadora e diretora da mídia independente Agenda Propia, especializada na cocriação de histórias sobre povos indígenas na América Latina. É criadora da metodologia Jornalismo Colaborativo Intercultural e da Rede Tecendo Histórias que hoje promove a Agenda Propia liderada por uma equipe diversificada na região. Bolsista do Pulitzer Center – Rainforest Journalism Fund e bolsista da International Women’s Media Foundation. Ela é consultora da ONG global Agência de Investigação Ambiental (EIA). Foi vencedora de vários prémios nacionais e internacionais.

mariane

Mariane Castro

Mulher ribeirinha, mobilizadora e articuladora cultural, ativista e multiartista com foco em identidade e cultura marajoara. Formada em comunicação social multimídia pela Estácio IESAM (Instituto de Ensinos Superiores da Amazônia) e técnico em teatro, produção cultural e design pela ETDUFPA (Escola de Teatro e Dança da Universidade Federal do Pará), vencedora junto ao Coletivo Vênus do Prêmio Branco de Melo com a exposição Mãe do Corpo. No Observatório do Marajó, já foi coordenadora local de campanha, coordenadora de projetos, gestoras de projetos e atualmente é gestora de comunicação.

marlus

Marlus Araujo

Marlus Araujo é designer, artista visual, programador criativo e mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Mídias Criativas (PPGMC/ECO/UFRJ). Formado em design pela Escola de Belas Artes da UFRJ e pós-graduado em Projetos Digitais pelo IED Rio, seu campo de interesse é a convergência entre arte, design e tecnologia, através da concepção de projetos digitais diversos, como games, visualizações de dados, interfaces web, instalações interativas e ambientes imersivos. Como pesquisador colaborador do Medialab.UFRJ, participou do projeto Documental.xyz como designer e desenvolvedor.

Henrique Parra

Professor do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). É coordenador do Laboratório de Tecnologia, Política e Conhecimento (Pimentalab); integrante do Laboratório de Humanidades Digitais (lab.hum), e da Rede Latinoamericana de Estudos em Tecnologia, Vigilância e Sociedade (LAVITS).

REALIZAÇÃO

PATROCÍNIO

CORREALIZAÇÃO

APOIO

Nosso conteúdo está disponível sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, e pode ser compartilhado e reutilizado para trabalhos derivados, desde que citada a fonte.